DICAS DE UMA VETERINÁRIA #6

By Olívia Muniz - março 24, 2018


Olá minhas libelinhas voadoras.
Bem vindas a mais um número da rúbrica sobre animais. Hoje venho-vos falar de um dos problemas que vai começar a aparecer nos animais de estimação: pulgas.
Estes bichinhos começam a causar muitas comichões nesta altura do ano, já que elas gostam de humidade elevada e temperaturas amenas, e tendo em conta que nos últimos dias tem chovido e agora vem aquele solinho agradável, elas vão começar a andar por aí.
Para além das picadas e das comichões chatas, as pulgas podem dar mais dores de cabeça do que aquilo que se pensa:

- Alergia à picada da pulga (DAPP)

Quando as pulgas picam o animal, inoculam um pouco da sua própria saliva, a que alguns são alérgicos. Começam com uma comichão ainda maior, normalmente na parte final do dorso, junto à cauda, onde vão ficando gradualmente sem pêlo e a pele fica muito vermelha, com algumas borbulhas e, em certas situações mais avançadas, chega mesmo a fazer feridas.

- Anemia

Isto normalmente só acontece em casos em que a infestação é muito grande. Tendo em conta que as pulgas são insectos sugadores, apesar de pequenas, se existirem em grandes quantidades podem levar a perdas de sangue severas. Quando os animais chegam a esta fase ficam muito prostrados, perdem peso, as mucosas estão esbranquiçadas.
Para além disso, os gatos podem também desenvolver anemia devido a uma bactéria transmitida pelas pulgas que leva à destruição dos glóbulos vermelhos, levando também a febre.

- Ténias

Todos sabemos que, quando os animais têm muita comichão, usam a boca para se coçar e catar. Acontece que podem ingerir algumas pulgas que podem ser transmissoras de parasitas gastro-intestinais, as ténias. Normalmente vêm-se a mexer nas fezes. Os animasi podem ficar com diarreia, obstipação (se a carga parasitária for muito grande), perda de peso e má absorpção.

O melhor a fazer para evitar estes problemas é fazer uma desparasitação regular. Para isso, existem vários métodos que vão desde a pipeta, coleiras ou comprimidos. 

Mas, e se o animal já tiver pulgas?

Bem, aqui é que os problemas começam, porque a pulgas podem ser um bichinho muito difícil de nos livrarmos dele.
A primeira coisa que há a fazer é desparasitar todos os animais que estão em casa. De seguida tem que se aspirar a casa toda, lavar mantas, cobertores e almofadas onde eles costumam estar deitados e lavar o chão com lixívia. As pulgas colocam os ovos nos animais que posteriormente caem para o chão. Por isso é muito importante manter a casa o mais higienizada possível.

Espero que tenham ficado um pouco mais esclarecidos sobre este assunto. Qualquer dúvida não hesitem em deixar na caixa de comentários.


  • Share:

You Might Also Like

18 comentários

  1. Para quem tem animais, é mesmo importante estarmos atentos a estas questões.
    Obrigada pela partilha :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sempre a aprender! Mais um post útil! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Obrigada por continuares a trazer este tipo de posts, dão uma grande ajuda!
    Beijinhos,
    Blog Mil Coisas Por Fazer | Instagram | Facebook

    ResponderEliminar
  4. Adoro esta rubrica!
    As pulgas só trazem problemas, a desparasitação é realmente muito importante!

    Beijinhos!
    MESSY GAZING

    ResponderEliminar
  5. As pulgas... uma verdadeira chatice. É mesmo importante desparasitar.

    ResponderEliminar
  6. Temos que cuidar dos bichinhos!

    Tem sorteio novo la no blog, te convido a participar! http://www.cobaiaamiga.com/2018/03/resumo-da-semana-sorteio-makes.html

    ResponderEliminar
  7. obrigada por partilhares! infelizmente já não tenho bichinho mas para os "leigos" nunca se sabe demais para tratar deles :)
    beijinhos*

    www.photographandread.wordpress.com

    ResponderEliminar
  8. Otimas dicas para quem tem animais. Agora que está aí a primavera, as pulgas aparecem sempre.

    ResponderEliminar
  9. o meu menino está limpinho, até porque como ele dorme algumas vezes connosco,tento ter sempre o cuidado de não facilitar! eu uso a coleira ceresto, assim durante 8 meses ele está protegido, e eu não tenho que me preocupar, <3
    BLOG | FACEBOOK | INSTAGRAM

    ResponderEliminar
  10. Eu tenho dois gatos e compreendo mesmo a importância da desparatização deles, é importante termos esse cuidado não só pela saúde deles mas também pela nossa!

    Breeze Of Beauty

    ResponderEliminar
  11. Não tinha ideia que poderiam existir tantos problema associados às pulgas, cá por casa temos sempre os nossos cães protegidos com as coleiras próprias, e até hoje nenhum deles apanhou.

    ResponderEliminar
  12. já tive gatos e sei que dá muito trabalho de eliminar as pulgas ou carraças...

    ResponderEliminar
  13. Esta rubrica vai-me ser muito útil.
    Adotei uma cadelinha linda há 3 dias e tudo o que eu possa aprender para a fazer sempre feliz e manter saudável é bom.
    Já é um membro da família, e é tão bom :)

    ResponderEliminar
  14. Brasil 😉

    Ui, quando elas aparecem é um grande problema... imagina que cá em casa sou eu que tem alergia às pulgas e se alguma me pica, fico cheia de babas e uma comichão incontrolável ☺

    Gostei do post!

    Beijinho
    Carla

    ResponderEliminar
  15. A minha cadelinha há sempre uma ou outra que lhe apanho mas já mortas porque usa a coleirinha para elas.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  16. Até ver o Floki tem tido a sorte de não apanhar pulgas e nem quero imaginar se ele apanhar. Temos imenso cuidado (usamos coleira da seresto) mas infelizmente não dá para evitar para sempre. É ir mantendo a atenção!

    ResponderEliminar